• História do dinheiro

  • Voltar
 por 

O dinheiro que nós utilizamos para comprar bens e serviços têm uma longa história. A primeira forma de transação comercial que existiu denomina-se escambo, onde uma pessoa que possuísse algo em excesso (roupas e tecidos) trocava com outra por algo que desejasse (peixes, frutas e grãos). Depois disso se desenvolveu a moeda de troca que era uma mercadoria amplamente aceita e que muitas pessoas queriam. O sal era utilizado como forma de pagamento dos soldados na Roma Antiga e vem daí a origem da palavra salário. Os metais (ouro, prata e cobre) que já eram aplicados na confecção de armas e ferramentas, passaram a ser usados para cunhagem de moedas, pois eram muito raros e difíceis de serem encontrados. A partir do ano 601 a.C. surgem na Grécia e na Turquia as primeiras moedas de cunho oficial, ou seja, que tinham peso e valor definidos como nós as conhecemos hoje. Já na China a partir do ano de 601 d.C. começou-se a empregar o papel moeda, que indicava um valor na face do papel que correspondia ao valor em ouro que uma pessoa possuía.

Numismática

A Numismática é uma ciência que estuda moedas e medalhas em sua composição material (ouro, prata, cobre), técnica utilizada para cunhagem (formato, tamanho e peso) e representação iconográfica (bustos de reis, imperadores e etc.). A Numismática tem início no Ocidente ainda no Império Romano, quando os nobres e aristocratas colecionavam moedas sem, no entanto estudá-las. Já no Renascimento, com a valorização e desejo de retorno a cultura greco-romana e a iniciativa de organizar as coleções reais, a Numismática como a conhecemos surge de fato e se consolida como uma ciência nos séculos seguintes. As peças numismáticas podem trazer em seu corpo além da sua história intrínseca, marcas históricas de sua circulação e uso. “As moedas refletem a mentalidade de um povo e de sua época. Nelas podem ser observados aspectos políticos, econômicos, tecnológicos e culturais.” (Museu de Valores do Banco Central).

Autores:

RODRIGUES, Aline Maria Foggiatto Padilha
SOUZA, Mario Estevam dos Santos
GIURDANELLA, Albano Gabriel.

Fonte:

Disponível em:< https://www.bcb.gov.br/htms/Museu-espacos/cedulabc.asp?idpai=CEDMOEBR> acesso em: Nov/2017.
Disponível em:< http://www.snp.org.br/> acesso em: Nov/217.